Facebook RSS
magnify
Home Notícias Ônibus híbridos Mercedes-Benz Citaro ganham evidência em Davos
formats

Ônibus híbridos Mercedes-Benz Citaro ganham evidência em Davos

Dois ônibus híbridos Citaro da Mercedes Benz, com tecnologia de célula de combustível, foram utilizados no transporte regular dos participantes do 43º Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, realizado no fim do mês de janeiro. Este prestigiado encontro internacional anual reúne líderes políticos e empresariais, ONGs, acadêmicos, intelectuais e jornalistas para debater os desafios mundiais mais urgentes com relação a diversos temas, entre eles, economia, meio ambiente e saúde. Nesse sentido, os Mercedes Benz Citaro FuelCELL Hybrid, com célula de combustível, constituem um meio ideal de transporte.

Os dois veículos em destaque foram fornecidos para uso no Fórum Internacional pela PostAuto Schweiz AG, primeira empresa de ônibus da Suíça a usar a tecnologia de célula de combustível no transporte público.

Desde o final de 2011, cinco ônibus Citaro FuelCELL Hybrid “Postbuses” têm sido usados no transporte regular dentro e ao redor de Brugg (cantão de Aargau). A PostAuto vem realizando um teste de longo prazo com sistemas de propulsão por célula de combustível, utilizando para esta finalidade o hidrogênio produzido de maneira sustentável e amigável ao meio ambiente. A empresa estima que 2.000 toneladas de CO2 serão economizadas durante a fase de testes, de cinco anos.

Hartmut Schick, chefe da Daimler Buses, está muito entusiasmado com o futuro promissor dos ônibus ecologicamente corretos com célula de combustível: “Eu tive a oportunidade de ver o funcionamento na prática. Estou muito impressionado com a maneira que a PostAuto Schweiz AG implementou este conceito”, afirmou o executivo.

Quando comparado aos ônibus com célula de combustível que foram testados desde 2003 nos projetos “CUTE” e “HyFLEET:CUTE”, o novo Citaro FuelCELL Hybrid revela inovações fundamentais: hibridização com recuperação e armazenamento de energia em baterias de lítio-íon, motores elétricos de alto desempenho com 120 kW de força de tração contínua nos cubos de roda, unidades eletrificadas PTO e células de combustível com desenvolvimento aprimorado. Os novos ônibus conseguirão atingir um aumento de durabilidade de, no mínimo, cinco anos ou 12.000 horas de operação.

As pilhas da célula de combustível do novo Citaro FuelCELL Hybrid são idênticas àquelas do automóvel Mercedes Benz Classe B F CELL. Ambas estão localizadas no teto do veículo, como nos ônibus mais antigos desse tipo de propulsão. As baterias de lítio-íon, que, por exemplo, armazenam a energia recuperada durante a frenagem, também estão acondicionadadas no teto. A força disponibilizada pelo reservatório de energia faz com que esse novo Citaro híbrido possa rodar vários quilômetros usando somente a capacidade da bateria elétrica.

A princípio, o conceito do novo Citaro FuelCELL Hybrid se equipara aos ônibus híbridos Mercedes Benz com BlueTec. Um gerador a diesel ainda fornece a eles a energia elétrica necessária. Diferentemente, porém, é a célula de combustível que gera corrente elétrica para os motores de tração que ostentam o nível zero de emissões.

Graças aos componentes aprimorados das células de combustível e à hibridização com baterias de lítio-íon, o novo Citaro FuelCELL Hybrid economiza 50% de hidrogênio, quando comparado à geração anterior. Como resultado disso, o número de reservatórios foi reduzido de nove, anteriormente necessários nos ônibus com células de combustível, para sete, com um total de 35 kg de hidrogênio.

A autonomia dos ônibus com célula de combustível ultrapassa os 300 quilômetros. Graças aos diversos aprimoramentos técnicos, os ônibus puramente elétricos, com células de combustível para a geração de energia, significam um passo importante para estarem prontos para a produção em série.

Para ler mais notícias, clique em blog.minasmaquinas.com.br  . Informações sobre a  Minasmáquinas visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook .

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *