Facebook RSS
magnify
Home Notícias Expectativa para 2013 é de aumento nas vendas de 8% a 10%
formats

Expectativa para 2013 é de aumento nas vendas de 8% a 10%

Published on 2 de abril de 2013 in Notícias

1000000_vendidos_011Para os participantes do IV Fórum da Indústria Automobilística, o mercado brasileiro de veículos comerciais é extremamente importante para as vendas das marcas globais e vai continuar crescendo. Essa discussão ocorreu durante o painel “A Reação dos Veículos Comerciais”, que debateu o cenário do mercado de caminhões e ônibus, realizado em São Paulo com a participação de Tânia Silvestri, diretora de vendas e marketing de caminhões Mercedes-Benz entre outros diretores de outras montadoras.

A expectativa para 2013 é de aumento nas vendas de 8% a 10%, projetam os executivos. Para Tânia Silvestri, o crescimento estará alinhado à previsão de avanço do Produto Interno bruto (PIB), da ordem de 3%, e terá mais intensidade no segmento de pesados e extrapesados, principalmente por causa da safra recorde na agricultura e dos investimentos em infraestrutura. “Em 2011, as transportadoras anteciparam compras nesse segmento por causa da chegada do Euro 5, portanto esse foi o segmento que mais sofreu em 2012 e agora voltará a crescer”, avaliou.

Desafios

Tânia Silvestri acredita que, num primeiro momento, a lei dos caminhoneiros impactou negativamente, gerando falta de profissionais, o que deve melhorar, segundo ela, a médio e longo prazos. “A falta de motoristas também está ligada com outros fatores que desestimulam esses profissionais, como a defasagem em segurança, a pouca valorização da profissão e a lei vai nessa direção, a de ajudar a atrair novos profissionais.”

Mercado

O Brasil é o quarto maior mercado global e quinto em produção de veículos pesados. Tânia Silvestri acredita que o segmento de caminhões pesados continuará com participação maior entre os veículos comerciais. Em 2012, eles foram responsáveis por 54,2% das vendas totais, enquanto os médios ficaram com 28% e os ônibus com 17,8% das vendas. Para ela, agricultura e pecuária vão continuar impulsionando esse desempenho. “Teremos mercado importante, com tendência de crescimento em todos os segmentos de caminhões por motivos diferentes”, avaliou Tânia.

A executiva da Mercedes-Benz lembrou das novas marcas que estão chegando ao Brasil. “A grande barreira de entrada para os novos players é a rede de concessionários: o mercado de caminhões é complexo, o cliente não pode dispor de tempo do caminhão. A cobertura em território nacional é a chave para garantir o sucesso nesse mercado, pois o transportador não está disposto a deixar o caminhão parado, o que significa perder dinheiro.”

Para ler mais notícias, clique em blog.minasmaquinas.com.br  . Informações sobre a  Minasmáquinas visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook .

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *