Facebook RSS
magnify
Home Na estrada Rebite, o falso amigo do caminhoneiro
formats

Rebite, o falso amigo do caminhoneiro

Apesar de popular entre os estradeiros, o rebite pode inicialmente até ajudar o motorista, mas o uso prolongado é muito prejudicial à saúde e pode causar dependência.

Nada substitui o descanso

A anfetamina, conhecida como rebite, é muito difundida entre os caminhoneiros, segundo motoristas. Contudo, além de colocar a própria vida em risco, o usuário dessa droga pode causar acidentes de grandes proporções e prejudicar não apenas a si próprio. Por ser uma droga forte inibidora do sono e estimulante do cérebro, o rebite causa dependência e com o tempo gera dores crônicas de cabeça, taquicardia e até impotência sexual, segundo médicos. O consumo exagerado dessa droga também causa irritação, maior agressividade, depressão, desorientação, desconcentração e delírios.

Descansar é importante

Mesmo se os prazos estiverem curtos e as rotas longas, o motorista não deve se render à tentação da pressa. Ficar sem dormir e utilizar rebite aumenta consideravelmente o risco de acidentes. É imprescindível dormir por, pelo menos, 8 horas e manter uma alimentação saudável. E descansar 15 minutos a cada 2 horas ou 30 minutos a cada 4 horas é lei (dos Motoristas) e recomendação da Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet).

Então, mercedeiro, fique atento ao seu descanso e às pausas durante a viagem.

Rebite, o falso amigo do caminhoneiro - Minasmáquinas

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *