Facebook RSS
magnify
Home Na estrada Câmara aprova benefício fiscal para compra de caminhões e locomotivas
formats

Câmara aprova benefício fiscal para compra de caminhões e locomotivas

Hoje foi aprovada pela Câmara a medida provisória que autoriza a concessão de benefício fiscal para empresas que comprarem caminhões, vagões e locomotivas até 31 de dezembro de 2013. A proposta segue para votação no Senado.

De acordo com o que foi proposto a taxa de depreciação baseada na tabela de incidência do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) poderá ser multiplicada por três (limitado ao custo do total do veículo).

Assinada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, a MP que foi aprovada pela Câmara, visa estimular a expansão e a renovação do parque industrial brasileiro. A renúncia de receita estimada pela área econômica do governo é de R$ 586,04 milhões no ano que vem.

O texto da proposta também amplia o prazo para as empresas e pessoas físicas aderirem ao Refis da Crise até o dia 28 de fevereiro. O prazo inicial expirou em dezembro de 2010.

Câmara aprova benefício fiscal para caminhões

O principal ponto de controvérsia da MP foi a inserção de artigos com a previsão da criação de cerca de 8 mil cargos que deveriam ser distribuídos na ANS (Agência Nacional de Saúde), Inpi (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), Instituto Nacional de Metrologia e PRF (Polícia Rodoviária Federal), entre outras instituições.

Apesar dos cargos terem sido aprovadas na Comissão Mista do Congresso Nacional antes de ser enviada à Câmara, a maioria dos deputados considerou a medida inconstitucional.

No entendimento dos deputados, a inserção dos novos cargos não poderia ter ocorrido no Congresso, uma vez que essa prerrogativa seria exclusiva do Executivo.

Para ler mais notícias, clique em blog.minasmaquinas.com.br  . Informações sobre a  Minasmáquinas visite nosso site. Siga-nos no Twitter e Facebook .

 
 Share on Facebook Share on Twitter Share on Reddit Share on LinkedIn
No Comments  comments 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *